segunda-feira, agosto 14, 2006

Vai saber, sei lá, nunca se sábado!!!!!

Buenas buenas!

Essa é uma super dica pra quem quer desopilar o fígado!!

Neste fim de semana fui assistir à peça de teatro “Nunca Se Sábado”, no Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis. A peça é inspirada no programa de TV norte-americano, Saturday Night Life, que consiste em esquetes cômicas representadas por seu elenco fixo e por um convidado que muda a cada semana. Quem assiste SNL sabe que o humor é acido e que a é um dos poucos programas que faz críticas ao governo americano.

O Nunca Se Sábado é a versão brasileira do SNL, com pequenas diferenças. Além do elenco fixo, chamado de “Cia do Pátio”, a cada sábado se apresentam três grupos de teatro/comédia diferentes. Cada um faz três esquetes e, no final, o público dá uma nota para todos os grupos. O grupo com a melhor nota dá lugar a outro na próxima semana, enquanto os com as maiores notas permanecem. Além disso, tem o convidado especial semanal.

No sábado passado assistimos aos grupos “Pessoal do Vacalhau”, “Quarteto em Rir Maior” e “Amigos de Baco” e como convidada especial a Drag Queen Nany People. Nem preciso dizer que foi hilário.

O Pessoal do Vacalhau, que fala com sotaque português e troca o B pelo V, fez esquetes demonstrando como são as novelas (ou nubelas, como eles pronunciam) das 18h00, 19h00 e 20h00, além de uma nubela mexicana. Era de chorar de rir.

Já o Quarteto em Rir Maior apresentou três histórias bem diferentes. A primeira, menos engraçada, sobre monges. Na segunda um dos integrantes fazia um discurso em alemão (claro, com um monte de besteiras em português com sotaque alemão no meio e ainda uma ótima piada com Schummacher e Barrichelo) como se fosse Hitler, ridicularizado. Foi hilário... mas o terceiro foi ótimo... eles imitaram os Menudos!

O outro grupo fazia esquetes mais físicas, com um humor parecido de palhaços de circo. Também foi bem engraçado, mas nem tanto quanto os outros. E não fui só eu quem achou, porque já vi que na programação dessa semana, o Pessoal do Vacalhau e o Quarteto em Rir Maior permanecem.

A Nany People também teve uma participação muito engraçada, em esquetes que misturam um humor bem pontual com a palhaçada.

Como eu disse, para rir muito e that´s all!

See ya!

Um comentário:

junior disse...

A vida cultural de São Paulo sempre agitada. Com eu gostaria de desfrutar dessa parte do Brasil que possibilita esse modelo de intereção e divertimento.Não me refiro só a capital do Brasil, mas as outras capitais dos estados. Mas interior sempre interior.
Abraço.